Publicações OAB-GO

03/10/2016 18:00

OAB-GO acompanha caso de advogado agredido por PM

A OAB-GO, por meio da Comissão de Direitos e Prerrogativas, acompanha o caso do advogado Paulo Eduardo Matos Diniz, de 26 anos, que foi agredido na noite de domingo (02/10), por policiais militares, em Edeia. 

O advogado esteve nesta tarde em Goiânia para exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). Ele também visitou a sede da OAB-GO e foi recebido pelo diretor-tesoureiro Roberto Serra, e do presidente da CDP, Érlon Fernandes. 

“As agressões denunciadas por meio de um vídeo evidenciam o despreparo daquele grupo de policiais que, à revelia de sua obrigação de proteger ao cidadão, agrediram o Paulo Diniz”, afirmou o presidente da CDP, Érlon Fernandes.

O diretor-tesoureiro Roberto Serra reforça que a OAB-GO tomará as medidas necessárias para a apuração detalhada do ocorrido quanto aos procedimentos criminais, disciplinares e cíveis cabíveis neste caso. Os agentes policiais podem responder por abuso de autoridade, tortura e lesão corporal grave.

Por meio de nota, assinada pelo presidente Lúcio Flávio de Paiva, a OAB-GO conclama que “é necessário que a Polícia Militar do Estado de Goiás, empenhe-se na exclusão do mau policial”, afirma. “A fim de garantir a soberania da Instituição em prol da paz social”, pontua. 

(Texto: Felipe Cândido - Assessoria de Comunicação Integrada da OAB-GO)

Compartilhar / imprimir: