Publicações OAB-GO

28/07/2021 08:00

"Não aceitaremos violência policial e abuso de autoridade contra a advocacia", protesta Lúcio Flávio em desagravo a advogado agredido pela PM

Diante de mais de 100 advogados e representantes de Seccionais de 12 Estados que participaram do ato de desagravo público em favor do advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio de Paiva, destacou, na manhã desta quarta-feira (28 de julho), que não será tolerado nenhum ato de violência ou abuso de autoridade contra a advocacia. 

"Pesa sobre os ombros da OAB-GO, o ônus de dizer, em alto e bom som, aquilo que muitos constatam mas não verbalizam: cresce em Goiás, a olhos vistos, os casos de violência policial e abuso de autoridade, em espiral que se não for interrompida agora, ameaça sair do controle. Não aceitamos violência policial. Não aceitamos abuso de autoridade", destacou.

Ao lado do secretário-geral do CFOAB, Alberto Simonetti, Lúcio ainda disse que a OAB-GO repudia e repugna todo e qualquer ato das forças policiais do Estado que não esteja dentro dos rigorosos limites da lei.

"Repudiamos e repugnamos o ataque covarde ao livre exercício da advocacia; repudiamos e repugnamos a violação dos direitos e garantias fundamentais de todo cidadão brasileiro, assegurados pela Constituição Federal de 1988."

Lúcio Flávio ainda disse ao advogado Orcélio Ferreira Silvério Junior que o seu sofrimento não será em vão. "Sob os golpes da violência que lhe tolheu o exercício profissional, sob os punhos do abuso que lhe golpearam os mais elementares direitos individuais, terá surgido uma advocacia ainda mais livre, corajosa e unida, e uma cidadania mais madura e intolerante com o arbítrio e com a violência estatal."

Clique aqui e veja o discurso na íntegra

Compartilhar / imprimir: