Publicações OAB-GO

13/01/2022 19:00

Jacó Coelho: Casag e OAB-GO devem marchar juntas; não há mais espaço para dissonâncias

O novo presidente da Casag, Jacó Coelho, revelou, durante seu discurso de posse, na noite desta quinta-feira (13 de janeiro), em solenidade realizada no CEL da OAB, que trabalhará de imediato pela reformulação administrativa que garanta a possibilidade da “Caixa de Assistência e da OAB-GO marcharem em conjunto”. 

“Essa reformulação começará agora. No âmbito da Casag, é hora de reorientar o caminho da unidade. Não há lugar para uma instituição que esteja em dissonância com a Seccional. Embora tenha autonomia administrativa, a Casag deve marchar com a OAB-GO, cumprindo com o objetivo para a qual foi criada, que é o de prestar assistência aos advogados goianos”, frisou.

Aplaudido pelos presentes, Jacó disse que não parece correto e moderno a existência, em um mesmo sistema, de estruturas administrativas duplicadas (como Casag e OAB-GO), o que torna mais onerosa a prestação de serviços aos advogados e às advogadas do Estado de Goiás. 

“O modelo atual de gestão da Casag nos impõe uma revisão urgente, de modo a reduzir os custos fixos da instituição, obviamente resguardadas as atividades em que esta premissa não se mostrar possível”, afirmou. 

Ele ainda lembrou do processo de vulnerabilidade da categoria e da necessidade de medidas urgentes, como a somatória de esforços. “Nossos colegas e sociedades de advogados têm sofrido com o processo de proletarização da advocacia e da redução de honorários, razão pela qual pressionam a instituição por auxílios e até pela redução da anuidade. Os recursos são limitados, mas as necessidades, ilimitadas. E, data venia, vejo a necessidade, não somente da OAB-GO, mas do Sistema OAB Nacional ser reformulado.”

Contas

Jacó ainda anunciou que pretende sanear atividades no âmbito da Casag, de modo torná-las superavitárias, a exemplo do CEL da OAB-GO. “Não posso olvidar sobre compromissos assumidos, a serem realizados em benefício da advocacia do interior do Estado e da capital, os quais ratifico e tenho certeza, todos nós, do Sistema OAB/GO, não mediremos esforços para cumpri-los”.

Gestão Lúcio Flávio

Ex-secretário-geral da OAB-GO nos últimos seis anos, durante as duas gestões de Lúcio Flávio de Paiva à frente da instituição, Jacó destacou em seu discurso o “orgulho por todos ali representarem o legado construído ao longo dos últimos anos de gestão, “em que a OAB Goiás passou por uma verdadeira revolução, com o pagamento de dívidas, trazendo transparência e mais que isso: eficiência à Ordem”. 

Em balanço, relembrou as conquistas, como  o estado de solvência financeira, dívidas pagas, subseções valorizadas, UHD’s sendo pagas, estrutura física totalmente reformada em todo o Estado, digitalização da Ordem, uma Procuradoria de Prerrogativas profissional e atuante, a OAB sendo a voz da sociedade e a ESA referência em todo o Brasil. “Posso dizer com coração cheio: missão cumprida, valeu a pena! Olhando para o futuro, pergunto: Qual OAB a advocacia goiana quer para essa gestão? E peço licença a cada um de vocês para ousar dar uma resposta: a advocacia merece uma Ordem que a ajude a trabalhar, a crescer e a ter sucesso.”

Coragem

Revelou ter um projeto audacioso e inovador para ser aplicado na Casag, com os mesmos princípios de gestão que tornaram a OAB-GO um exemplo a ser seguido nacionalmente dentro do Sistema OAB. 

“É preciso ter coragem para inovar e sei que Vossa Excelência (Presidente Rafael Lara Martins), na condição de presidente da OAB Goiás e meu Presidente, a tem em abundância. Inovação necessária não somente ao Presidente da Seccional, mas ao da Casag, da ESA, do TED, das Comissões e das Subseções, pois com união, criatividade e trabalho, precisamos atender sempre as reais necessidades da advocacia.”

Compartilhar / imprimir: