Publicações OAB-GO

15/10/2019 09:00

Nota de pesar e repúdio à violência contra motorista de aplicativo

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO) vem prestar solidariedade à família de Carlos Augusto dos Santos Lopes de 25 anos, motorista de aplicativo e estudante de Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), pela morte prematura por assassinato, ocorrida na noite de domingo (13/10).

O art. 3º, da Declaração Universal dos Direitos Humanos, assim como a nossa Constituição Federal da República em seu art. 1º, inciso III, garantem a todos o direito à vida, à segurança pessoal e a dignidade da pessoa humana. 

Infelizmente, crimes envolvendo mortes de motoristas de aplicativos como Uber, 99, Cabify e outros vem ocorrendo com frequência no Estado de Goiás e em todo País. 

Por isso, ao lamentar a morte de um jovem estudante, trabalhador, e repudiar a violência, a CDH espera que a defesa do direito à vida, efetivamente, seja o princípio a nortear as políticas públicas do Estado, com ações eficazes para garantir a segurança no trabalho dos motoristas de aplicativos e dos cidadãos em geral, de modo que outros não venham a ser lesionados ou percam a vida no exercício de suas atividades profissionais.

Espera-se, por fim, que o caso envolvendo o crime que vitimou Carlos Augusto dos Santos Lopes seja devidamente apurado e os responsáveis punidos na forma da lei. 


Roberto Serra da Silva Maia
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB-GO

Compartilhar / imprimir: