Publicações OAB-GO

10/02/2020 12:00

Força-tarefa da OAB-GO se reúne com forças policiais para esclarecer causas da morte de advogado assassinado em Aruanã

A força-tarefa multidisciplinar da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO) se reuniu na manhã desta segunda-feira (10/02) com delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, Odair José, para tentar esclarecer as causas e circunstâncias que envolvem a morte do advogado Hans Brasiel da Silva Chaves, de 31 anos. O grupo também se reuniu com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel André Henrique Avelar, e com o corregedor-geral da Secretaria da Segurança Pública, coronel Sandro Mauro.

A iniciativa é presidida pelo presidente da Comissão de Segurança Pública e Políticas Criminais da OAB-GO, Edemundo Dias, ao lado do presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas, David Costa Júnior. A equipe também é formada por presidentes das comissões de Direitos Humanos e Direito Criminal.

A polícia prendeu um homem e um menor, indígena, que teriam confessado o assassinato. “A polícia agiu rápido. É motivo para darmos os parabéns, todavia, é preciso darmos uma resposta aos familiares de Hans”, diz. 

“Não podemos banalizar a morte de advogados em Goiás e no Brasil”, salienta. "A violência contra o advogado é contra o Estado Democrático de Direito. Por isso, a formação da força-tarefa da OAB, que pretende investigar casos de violência contra advogados no exercício da função."

Compartilhar / imprimir: