Publicações OAB-GO

29/03/2013 14:32

OAB-GO lamenta a morte do ex-governador Mauro Borges

A Ordem dos Advogados do Brasil Seção Goiás (OAB-GO) lamenta a morte do ex-governador Mauro Borges Teixeira. Ele morreu às 6h10 desta sexta-feira (29), em Goiânia, de falência múltipla dos órgãos. Filho do fundador de Goiânia, Pedro Ludovico Teixeira, Mauro Borges tinha 93 anos e estava internado na UTI do Hospital Anis Rassi há 14 dias, lutando contra complicações de uma pneumonia. Respirava com ajuda de aparelhos. Nos últimos anos, o político lutava contra o mal de Alzheimer.

"Mauro Borges se juntou a Miguel Arrais e Leonel Brizola no movimento da cadeia pela legalidade e destacou-se como um dos maiores nomes do País na defesa da liberdade. Esteve ombreado à OAB, na incansável defesa da democracia. Inspirou a advocacia, a política e a sociedade. Estamos em luto", afirmou o presidente da OAB-GO, Henrique Tibúrcio.

Trajetória
Mauro Borges nasceu em 1920, em Rio Verde (GO). A trajetória política teve início em 1958, quando foi eleito deputado federal. Dois anos depois, venceu a eleição para governador de Goiás. Com administração considerada como estruturante, foi durante o mandato de Mauro Borges que foram criadas instituições estaduais como a Iquego, Osego, Cerne, Crisa e Metago.

Perdeu o cargo em 1964, quando foi derrubado pela ditadura militar e decidiu trabalhar como corretor. No ano seguinte teve os direitos políticos cassados e foi preso no Rio Grande do Sul. Ele só foi anistiado 13 anos depois, em 1979. No final da década de 70, assumiu a presidência regional do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que deu origem ao atual PMDB. Foi eleito senador em 1982 e deputado federal por duas vezes, em 1958 e 1990. Ele abandonou a política em 1994, após o término de seu mandato como deputado.

Fonte: Assessoria de Comunicação Integrada da OAB-GO

Compartilhar / imprimir: