Publicações OAB-GO

24/11/2022 10:00

OAB-GO promove campanha Advocacia sem Assédio em Goianésia

A campanha Advocacia sem Assédio chegou a Goianésia em evento realizado na noite dessa quarta-feira (23/11) no auditório do Fórum local. A iniciativa faz parte da etapa de interiorização da campanha cujo objetivo é promover uma ação conjunta de combate ao assédio sexual, moral e institucional contra advogadas goianas. 

Lançada em junho, a campanha vai chegar em todas as subseções por meio de eventos regionais, rodas de conversa e realização de lives, além da vistoria contínua do canal de denúncias (acesse aqui).  

O evento contou com palestras de Kelly Regina Ferreira dos Santos, advogada especialista em Direito Previdenciário, presidente da Comissão da Mulher Advogada (CMA) da subseção de Goianésia; da presidente da CMA da OAB-GO, Fabíola Ariadne e da secretária da CMA, Sirley Oliveira. 

A presidente da CMA, Fabíola Ariadne, apresentou dados de casos de assédio sexual e moral sofridos por mulheres e reforçou a importância do tema para a Seccional Goiana. Ela apresentou que 1 em casa 3 pessoas já sofreram assédio moral no trabalho. “Assédio é um assunto que dentro da OAB-GO é levado a sério”, frisou.

A vice-presidente da Casag, Neli Cárita, frisou o apoio institucional empenhado à iniciativa para que chegue a todas as subseções e alcance grande número de mulheres no estado. “Toda mulher precisa ter segurança para desenvolver as suas potencialidades, sua capacidade de liderança. O acolhimento institucional é condição primária para que a mulher submetida a estas cenas de violência possam iniciar o processo de cura e de justiça”.

Kelly Regina, por sua vez, ressaltou que o trabalho da campanha é construir um legado e fortalecer o apoio a todas as mulheres que precisarem. Ela ainda destacou a disponibilidade da CMA, da Seccional e da subseção em dar o apoio necessário às vítimas de assédio. “Espero que tudo aquilo que falamos aqui seja bastante para que as amigas companheiras de caminhada tenham respaldo. É importante saber que você não está sozinha”, disse.

O presidente da susbeção de Goianésia, Denys Welton, lembrou dos casos de assédio sofridos por homens e do apoio necessário para combater todas essas situações.

Compartilhar / imprimir: