Publicações OAB-GO

03/01/2019 16:00

Diretoria da OAB-GO, Casag, conselheiros seccionais e diretor-geral da ESA tomam posse administrativa

Os membros da diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO), da Casag e conselheiros seccionais eleitos no último dia 30 de novembro tomaram posse administrativa nesta quinta-feira (3 de janeiro). Na ocasião, o diretor-geral da ESA, Rafael Lara Martins, foi empossado. 

A solenidade, realizada na sede da Seccional Goiana, foi conduzida pela Comissão Eleitoral responsável pelo último pleito, em que a chapa “Pra Frente OAB”, liderada por Lúcio Flávio de Paiva, sagrou-se vitoriosa com 55% dos votos (ou 10.828 votos).

O ato público de diplomação, no entanto, está marcado para o dia 15 de janeiro de 2019 (terça-feira), a partir das 19 horas, no CEL da OAB-GO. A posse desta quinta-feira teve por objetivo garantir a execução aos atos de gestão, pelos membros da chapa eleita.

A presidente em exercício da Comissão Eleitoral da OAB, Divina Maria dos Santos, ratificou a homologação do resultado da eleição, dando posse às diretorias e aos conselheiros.  Os empossados fizeram juramento antes de assinar o termo de posse. 

Em seu discurso, Lúcio Flávio agradeceu pelo êxito nas urnas e convocou todos, por meio de sua dedicação, a elaborar e executar projetos que facilitem a vida laboral da advocacia." Vamos fazer o melhor mandato da história da OAB-GO. Vocês terão em mim um entusiasta para todas as ações que objetivem melhorar a vida dos advogados e advogadas", afirmou. 

Membros

Tomaram posse para o triênio 2019-2021 para a diretoria da OAB-GO: Lúcio Flávio de Paiva (presidente), Jacó Coelho (secretário-geral), Roberto Serra da Silva Maia (tesoureiro), Delzira Menezes (secretária-geral adjunta).

Pela Casag: Rodolfo Otávio Pereira da Mota Oliveira (presidente); David Soares da Costa (vice-presidente); Valéria Alves dos Reis Menezes (secretária-geral); Nadim Neme Neto (secretário-geral adjunto); Carlos Eduardo Ramos Jubé (tesoureiro). 

Avaliação

O presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio de Paiva, destacou o significado da reeleição e as projeções para o próximo mandato. “A reeleição representa a aprovação, pela advocacia, de nosso modelo de gestão: inovador, austero e corajoso. Assim seguiremos, com mais disposição ainda para levar aos colegas melhorias em seu dia-a-dia profissional, e continuar a ser, mais do que nunca, a voz da sociedade civil.”

O secretário-geral da OAB-GO, Jacó Coelho, afirma que a atual Gestão da Seccional cumpriu com seus compromissos no último triênio, em especial com o resgate da dignidade no exercício profissional. Foram entregues 94 salas nos Fóruns, reformas das sedes das subseções, restruturação do CEL da OAB, criada e implantada a Procuradoria de Prerrogativas, além do foco na qualificação profissional do Advogado por meio da ESA.

“Trabalhamos muito no primeiro triênio para pagar a dívida milionária herdada das gestões passadas. Com muita seriedade conseguimos quitá-la sem onerar a advocacia e ainda avançamos em diversos outros pontos como entregas e reformas. A advocacia nos outorgou mais um mandato e continuaremos trabalhando da mesma forma, com responsabilidade e austeridade para que possamos concluir e consolidar todos os projetos necessários para garantir mais dignidade a atuação profissional, e nós honraremos essa confiança”, destacou.

Continuidade

O tesoureiro Roberto Serra da Silva Maia, por sua vez, destaca que no próximo triênio a diretoria da OAB-GO continuará a desenvolver um modelo de gestão eficiente para dar sustentabilidade à instituição; além de expandir os canais de informação e transparência para com a advocacia.

“Vamos permanecer aprimorando a profissionalização da defesa das prerrogativas da profissão, bem como os projetos voltados para a defesa da Constituição, da ordem jurídica do Estado Democrático de Direito, dos direitos humanos, da justiça social, da rápida administração da Justiça e do aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas.”

A secretária-geral Adjunta, Delzira Menezes, diz que a gestão seguirá se dedicando à valorização da advocacia e defesa das prerrogativas, com implementação de campanha contra o aviltamento dos honorários contratuais e sucumbenciais, campanha de incentivo a cobrança de consulta, campanha de divulgação das prerrogativas profissionais, campanha de valorização da advocacia perante a comunidade em geral.

“Será incessante a luta por maior agilidade no pagamento dos honorários da advocacia dativa, ao combate ao exercício ilegal da profissão e a captação de clientela. Dignificar o exercício da profissão, defesa intransigente da advocacia União da classe para que possa exercer a advocacia com dignidade.”

Compartilhar / imprimir: