Publicações OAB-GO

22/01/2019 09:00

Após atuação da CDH e da Defensoria Pública, ordem de despejo de morador de rua é suspensa

Em defesa a José Antônio Ananias, morador de rua que teve ordem de despejo de uma ponte em Goiânia, a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO) se reuniu com representantes da Defensoria Pública, na sede da AMMA, na última sexta-feira (18/01).

No encontro, que também teve a presença de autoridades municipais e estaduais, ficou decidido a suspensão temporária do prazo de despejo do morador de rua.

Ananias está em situação de rua e vive há mais de 10 anos debaixo da ponte da 24 de outubro em Campinas (Parque Campininha das Flores). Atualmente, ele cuida de mais de 20 animais que foram abandonados e os considera como família, o que impede que ele seja separado desses animais sob pena de mais danos à sua saúde mental.

“Estamos envolvidos na busca de encontrarmos uma solução que garanta um bem estar desse senhor sem nos afastar da ideia de uma cidade sustentável”, relatou Natasha Gomes da Comissão de Direitos Humanos da OAB-GO. Meriele Pereira Viana, membro da comissão, também esteve presente na ação.

Em novo encontro, desta vez na segunda-feira (21/01), na Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Goiânia, membros da CDH receberam a informação que ficou estabelecido que a prefeitura, por meio dos órgãos responsáveis, verificará a viabilidade de uma construção aos fundos do Parque Campininha das Flores dentro da legislação ambiental. 

Natasha falou da importância da prefeitura em poder resgatar a dignidade de Ananias que atualmente está despido de direitos básicos, numa condição subumana.

Leia o relatório na íntegra sobre a atuação da CDH

Compartilhar / imprimir: