Publicações OAB-GO

11/05/2018 14:00

Presidentes de subseções exaltam atuação da Procuradoria de Prerrogativas

Durante a primeira parte da reunião do 37º Colégio de Presidentes de Subseções, na manhã desta sexta-feira (11 de maio), em Rio Verde, os procuradores de prerrogativas Gabriela Gontijo Nascente, Frederico Manoel Sousa Álvares e Augusto de Paiva Siqueira foram apresentados aos presidentes de subseções e colocaram-se à disposição para atender às demandas no interior.

Os procuradores destacaram que é prioridade atender à demanda de casos de violações que ocorrem nas subseções e buscar sanar a problemática por meio de intervenções judiciais e administrativas cabíveis. "É de grande importância a ajuda de todos os presidentes apresentando os problemas para que possamos tomar as medidas necessárias para que o interior seja contemplado em suas demandas", afirmou Gabriela.

Frederico reforçou que a Procuradoria está à disposição para garantir a defesa da advocacia e, por consequência, dos jurisdicionados. "Sabemos que as violações de prerrogativas prejudicam não só a advocacia, mas também o cidadão que precisa ser protegido. Que a advocacia aja com destemor e toda a coragem exigida de todos", destacou.

Augusto reiterou a importância da parceria entre as subseções e a Procuradoria. "Estamos à disposição dos presidentes das subseções e esperamos dar todo suporte aos colegas do interior".

No momento de apresentação dos procuradores, presidentes de subseções elogiaram a atuação da Procuradoria. Os presidentes de Luziânia, Luciano Braz, Caldas Novas, Andrei Barbosa, Trindade, Marcelino Galindo, Anápolis, Ronivan Peixoto, Jataí, Antônio Carlos da Silva Barbosa relataram situações de violações de prerrogativas que foram atendidas pela Procuradoria e convidaram os profissionais a visitarem as subseções e se apresentarem à advocacia local, convite reforçado pelos demais presidentes.

"A Procuradoria veio trazer independência para a advocacia em Goiás", avaliou Antônio Carlos.
"Parabenizo toda a equipe da Procuradoria por atender as diligências com máxima eficiência", externou Luciano Braz.
"Vejo essa profissionalização defendida pela gestão realmente como importante agora com a Procuradoria de Prerrogativas atuante", declarou Ronivan.

Pautas

A manhã também foi de apresentação das primeiras pautas que abordaram a parametrização da atuação da advocacia dativa no interior; atualização da tabela de UHD; aplicação da tabela de honorários por advogados correspondentes; propositura de criação de uma comissão para avaliação do Judiciário Estadual; reduzido número de servidores no Judiciário, vacância de cargos, acúmulo e atrasos no andamento processual. Os encaminhamentos serão estabelecidos ao final da segunda etapa de discussões reunião, que inicia na tarde desta sexta-feira.

Compartilhar / imprimir: